Como saber se Deus tem primazia em minha vida

Como saber se Deus realmente tem primazia sobre minha vida? Existem três áreas em nossa vida que mais temos dificuldade de entregar a Deus.

1. TempoTudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Ec 3:1;9-16,22

Se a Bíblia diz que têm tempo então ele existe. Existe um frase que diz: não ter tempo pra Deus é viver perdendo tempo. Tempo é questão de prioridade. Se Deus não é prioridade então não haverá tempo pra ele. Tempo é questão de organização e planejamento. Planeje sua vida para Deus e nunca faltará tempo para ele. Quanto tempo você quer dedicar pra Deus esse ano por dia? Alguém uma vez falou: Quero me aposentar pra ter mais tempo pra Deus! Afinal, os apóstolos não pararam de trabalhar para fazer a obra. A obra deve nos acompanhar como diz Timóteo: Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. 2 Timóteo 4:2

2. Bens “Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros no céu, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração. Mt 6:19-21

Ter ou não bens tem a ver com contentamento, se você não é feliz com o que tem, dificilmente terás mais do que possui hoje. Tesouro é tudo aquilo que é escasso ou que valorizamos muito. Dinheiro é um bem escasso por isso as pessoas valorizam tanto. Se livrar dele se não for para benefício próprio é quase um luxo pra muita gente. Nessa área Deus trata com cada um individualmente. Não adianta colocar sobre os outros nossa responsabilidade. Por que vou dar oferta ou dízimo? Tem gente que pode ajudar bem mais, dizem aqueles mesquinhos que como eu viveu muitos anos negando minha contribuição com a igreja de Deus. Imagine uma igreja onde 100% dela fosse dizimista fiel. Não precisaríamos de campanhas para reforma, pagamentos extras para retiros, decoração, ação social. Tudo seria feito sem tanto sacrifício e teríamos um plano anual de onde investir melhor a receita.

3. Futuro – Ouçam agora, vocês que dizem: “Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro”. Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Ao invés disso, deveriam dizer: “Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”. Tg 4:13-15

Quantos de nós perguntamos a Deus antecipadamente antes de: Namorar | Noivar | Casar | Escolher uma Profissão  | Um Emprego | Comprar um bem: Carro, casa, ar condicionado, celular | Abrir um negócio. Pensar no futuro como planejamento é diferente de pensar no futuro com ansiedade. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Veja o que diz Mateus: Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal”. Mateus 6:33,34 Tudo o que vimos até aqui se refere aquele que já entregou sua vida a Deus e ainda não conseguiu entregar essas primícias a Ele. Estamos no inicio do ano, Que tal fazer isso hoje?  Primeiro entregando sua vida a Ele. Depois entregando seu tempo, seus bens, e seu futuro. Certamente ele saberá como cuidar melhor do que nós.

Pr. Marcelo Ribeiro

ESBOÇO da Mensagem – Ministrada em 07.01.18 – PIB Tabapuá – TB Tg 4:13-15 NVI

Ele sabe tudo

Confiar em Deus é entregar todos os nossos anseios e sonhos, pois ele sabe tudo de nós e sempre estará presente na hora da necessidade. Analisando versos podemos tirar algumas lições importantes:

Repouso ou descanso sabático – vs. 9 – O autor fala de um local onde definitivamente iremos descansar. Como imaginar que esse descanso é o sábado, se parece que segunda feira estamos mais cansados? Trata- se de um repouso além de nossas férias ou descanso semanal. Claro que temos que descansar semanalmente, contudo não há dia específico como afirmam alguns. Jesus deixou bem claro o resumo da lei no texto de Mt 22:36-40
O descanso de Deus é definitivo assim como foi o descanso dele, depois de ter concluído sua criação – vs 10 – Sendo assim descanso definitivo somente na glória.

O autor relembra que a fé que salva exige de nós esforço – vs 11 – Esforço não para adquirir a salvação, mas para honrarmos tão grande privilégio de ser escolhido por Deus. Dessa forma não podemos relaxar/acomodar dizendo que é salvo, enquanto vidas se perdem sem esperança.
Palavra viva e eficaz – vs 12 – Ela é viva porque tem resistido à história. Da idade das trevas à reforma protestante, do Iluminismo ao comunismo e na era pós-moderna ela se mantêm firme insiste na ausência de Deus. Ela é viva por que continua transformando vidas a cada novo leitor que descobre a sabedoria de suas palavras. Eficaz por que sempre que alguém ousou contesta-lá teve de se render a sua soberania não sendo capaz de explicar questões simples como de onde viemos e pra aonde vamos. Sua eficácia se comprova ainda na vida daqueles que se arriscam vivê-la na prática.
Nada está oculto – vs 13 – Para uma sociedade que acha que exposição é banalizar a nudez. Deus vai além disso e consegue penetrar alma e espírito, e verificar quão doentes estão as mentes de quem trata atentado ao pudor como arte. Vê verso 12.
Sumo sacerdote perfeito – vs 14:15 – Não um sacerdote pecador que oferece o sacrifício, mas antes tem de se lavar, devido à sua impureza. Mas alguém como nós que sentiu o peso do pecado, mas não foi vencido por ele. Foi tentando e não caiu.
Dessa forma devemos nos aproximar de Deus com confiança – vs 16 – confiar em alguém é depositar sua fé que ele estará presente no momento da necessidade. Afinal, é na necessidade que os milagres acontecem.

1. Temos que descansar sim, mas não podemos parar de levar essa mensagem de esperança para um mundo que caminha para o caos;
2. Não adianta se esconder de um Deus que tudo vê. Aquele que um dia o conheceu e se afastou não tem desculpas. Aquele que o conheceu e o rejeitou continuará sendo chamado por ele. Salmo 139:14-17
3. Nossa confiança em Deus deve nos deixar seguros para que na hora da  adversidade aumentarmos ainda mais nossa fé nele.

Que não seja somente o calendário que mudou, mas nossa vida entregue a quem tudo sabe e tudo vê. Feliz 2018!

Pr. Marcelo Ribeiro

ESBOÇO da Mensagem – Ministrada em 31.12 – PIB Tabapuá – TB Hb 4:9-16 NVI

Não Há Desculpas para não entrar

Continuando a tratar do tema morar no céu, chamado no texto de descanso eterno. Vemos que o autor da carta deixa bem claro para os judeus convertidos e para nós cristãos que o descanso é uma certeza para todos que crêem por pelos menos três motivos:

1 – Existe uma promessa vs.1 – Acreditamos em tantas promessas. Vou mudar, diz o namorado antes de casar, vou fazer, diz o político antes de uma eleição, vou comprar, diz o pai ao filho vendo um brinquedo, vou parar de beber, diz o alcóolatra,  confiando em sua proporia força, vou consertar, diz o marido diante de uma torneira a pingar meses, vou começar uma dieta, diz aquele que mais um ano tenta perder peso. Estamos rodeado de promessas que nós mesmos não cumprimos. Vivemos fazendo promessas e acreditando que as coisas irão mudar, mesmo sem tomarmos nenhuma atitude diferente. O autor fala de um Deus que nunca mentiu de que se crermos e obedecermos iremos descansar num local preparado por ele. Veja em Jo 14:1-6.

2 – Já ouvimos as boas novas vs.2-6 – Todos ouviram a mesma mensagem de salvação. Portanto são indesculpáveis aqueles que não obedecem. Até a criação declara a existência de Deus Rm 1:20. Não reconhecê-lo a partir da criação e posteriormente no sacrifício da cruz nos torna realmente indignos do perdão divino. Deus preparou nosso descanso antes mesmo de nascermos. O povo de Israel, mesmo tendo ouvido preferiram permanecer no erro, na desobediência. Não façamos como eles, pois o mesmo Deus está presente hoje com sua mensagem de esperança.

3- Sabemos da urgência do chamado celestial – vs. 7-8 mais um vez o autor informa que o dia de mudar é hoje. Não adianta esperar. Cristo te chama hoje para uma vida que agrade a ele. Tg 4:1-8. O descanso eterno ainda não chegou, mas o reino de Deus está disponível a todos que houvem suas voz. Que Cristo nos fortaleça para guardar essa promessa em nossos corações em todos os momentos de nossa vida.

Pr. Marcelo Ribeiro

ESBOÇO da Mensagem – Ministrada em 10.12 – PIB Tabapuá – TB Hb 4:1-8 NVI

Você quer entrar?

Todos querem entrar no céu. O autor relembra a história do povo de Israel na sua saga em busca da terra prometida. Baseado nas atitudes que eles tomaram diante da promessa de Deus que estava tão próxima e muito não puderam entrar. Tiraremos algumas lições para não cairmos no mesmo erro e também ficar de fora da nossa terra prometida.

Seja participante – vs. 1

O que é ser participante? Ora alguém que participa não fica só observando, mas procura está envolvido naquilo que ele acredita. Quem torce para um time quer saber se ganhou, se classificou. Como fazer para participar do chamado celestial? Observar atentamente a Cristo, bem como fixar nele nossos pensamentos para não desviar o olhar, como fez Pedro sobre o mar. Ser participante é também compreender que mesmo tendo líderes que servimos na terra, Cristo é o nosso apóstolo e sumo sacerdote e somente ele nos entende completamente. Nossa confissão de fé, é a ele e mais ninguém. Servir a igreja de Deus é servir pessoas. Nós somos a igreja, quando não servirmos por medo ou por incapacidade estamos desonrando Deus que nos chamou e também nos capacita.

Seja fiel como Cristo e Moisés – vs. 2-6

Cristo foi fiel como filho de Deus e sua glória é incontestável assim como um construtor da casa ou obras arquitetônicas singulares vs.3. Afinal, quem é mais importante que o Dono da casa senão o filho do dono? edificador de tudo? Vs.4. Assim que vemos uma obra espetacular, a primeira coisa que fazemos é perguntar quem a fez. Quem está por trás. Moisés foi fiel na casa de Deus falando das coisas que ainda ia acontecer vs.5. Aqui vemos o exemplo de participar do chamado celestial, falando das coisas futuras. Esquecer do passado, entregar a Deus as batalhas do presente e levar a mensagem que nos traz esperança vs.6.

Mantenha seu coração firme na provação – vs. 7-12

Para manter o coração firme é preciso parar e ouvir a voz de Deus. Ás vezes ficamos confusos com tanta gente falando sobre o que é a verdade e só conseguimos verdadeiramente está firme quando ouvimos a voz de Deus. Assim como o filho conhece a voz do pai no ventre de sua mãe. Vs.7. Para manter o coração sensível a voz de Deus, precisamos observar o que aconteceu no passado com aqueles que desobedeceram mesmo diante de tantas maravilhas realizadas por Deus. Veja que o endurecimento ocorreu exatamente no meio da provação. O que acontece conosco quando estamos no meio de uma confusão e não sabemos quem ouvir vs.8-9. A ira de Deus permaneceu, pois aquele povo foi ingrato agindo como se não soubessem o caminho perfeito traçado por Deus até aquele momento e os puniu, não deixando entrar nenhum dos que saíram do Egito a não ser Josué e Calebe vs. 10-12.

Encorajem uns aos outros para que entrem juntos vs. 13-19

Falando para os novos crentes judeus o autor agora aconselha. Visto que todos agora entendem a superioridade de Cristo sobre toda a lei e os profetas ele pede para que encorajem uns aos outros no tempo que se chama hoje. A ênfase talvez esteja no fato de que as provações podem ser diferentes da época de Moisés, mas que exige de nós união para vencer juntos e não ser enganados como muitos foram naquela ocasião vs.13. A condição para se tornar realmente participante desse chamado não é se estamos firme somente hoje, mas se estaremos firme até o fim. Vs.14. Assim como naquela época, ele continua a falar e nós já sabemos o que aconteceu com quem não ouviu vs.15-16. Chegamos então a resposta que buscamos no tema. Você quer entrar? Não seja incrédulo vs.17.

Pr. Marcelo Ribeiro

ESBOÇO da Mensagem – Ministrada em 02.12 – PIB Tabapuá – TB Hb 3:1-19 NVI

O Caminho da Santificação

A santificação é o processo de transformação dos servos de Deus que acontece desde sua conversão e se encerra somente com sua morte ou com o encontro com Senhor. Nesse segundo caso com no arrebatamento da igreja. 1Co 15:52

O Texto que estudaremos hoje trata de um conselho aos judeus convertidos a Cristo, que observem nele algumas atitudes que devemos seguir também em nosso relacionamento com Deus.

  1. Se sujeitar v.5-7a – Parece uma palavra forte, mas reflete exatamente a atitude que muitas vezes temos de tomar diante do orgulho que nos rodeia de se submeter a alguém. Ora, se Cristo de submeteu a abrir mão de toda a sua glória durante 33 anos de vida. Por que temos tanta dificuldade de nos submeter às pessoas? Talvez essa seria uma boa forma de sermos mais humildes diante de um mundo cheio de pessoas que dificilmente reconhecem erros. Defeitos e posições podem e devem ser revistas, afinal somente Deus tem uma palavra final para todas as coisas, pois ele é perfeito, nós não. Aprender a perder, voltar atrás, pedir perdão, são atitudes que devem acompanhar o cristão no processo de santificação.
  2. Suportar humilhação vs. 7b-11 – O Texto fala de um Cristo que suportou a humilhação mesmo sem merecer. Sua humilhação era única forma de salvar a humanidade já condenada pelo pecado de Adão. O Sacrifício só seria perfeito se um homem perfeito, tomasse o lugar e morresse nossa morte e que ao ressuscitar pagaria completamente o preço alto de nosso pecado. Ora se nosso mestre suportou tamanha humilhação de se tornar como um de nós com as mesmas necessidades físicas e emocionais? Por que não nos achamos dignos de certas humilhações que passamos durante a vida como se não merecêssemos? Suportar humilhação justa ou injustamente também faz parte da morte de nosso eu. Cristo mesmo diante da fragilidade em seu estado humano agiu sem se envergonhar de seus novos e “fracos” irmãos humanos. vs.11.
  3. Vivenciar o reino de Deus – Sabendo de todo o sacrifício de Cristo por nós para nos salvar. Não podemos mais olhar para a vida sob nossa ótica. Temos que viver nessa terra com essa esperança e certeza em nosso coração. Não importa a humilhação, perdas ou lutas que passarmos nessa terra temos que crer que o pior Cristo já enfrentou em nosso lugar. Cabe a nós proclamar sua vinda, confiar em suas promessas e ser livre para adorar sem medo, pois sua promessa no verso 18 é de nos socorrer quando formos tentados além de nossa força.

Pr. Marcelo Ribeiro

ESBOÇO da Mensagem – Ministrada em 26.11 – PIB Tabapuá – TB Hb 2:5-18 NVI